Como funcionam os estabilizadores de energia

Introdução

Quando você for montar um computador, um equipamento que não pode ser esquecido é o estabilizador de energia. A maioria dos estabilizadores tem uma função óbvia: permitir que você conecte múltiplos componentes em uma tomada de força. Com todos os componentes diferentes que compõem um sistema de computador, este é definitivamente um dispositivo bastante útil.

Um estabilizador de energia possui outra função extremamente importante: proteger o seu computador contra surtos de energia.

O que é um surto de energia

A principal função de um estabilizador de energia é proteger os dispositivos eletrônicos de “surtos”. Então, se você está imaginando o que um estabilizador faz, a primeira pergunta é “o que são surtos”? Em seguida, “por que os componentes eletrônicos têm que ser protegidos contra eles?”.

Um surto de energia, ou transitório de tensão, é um aumento significativo na tensão da rede elétrica, que em condições normais fornece 127 volts (Brasil) para a maioria das residências e escritórios. Se a tensão se elevar acima de 127 volts, há um problema na rede elétrica, e o estabilizador de energia ajuda a evitar que esse problema danifique seu computador.

Para entender o problema é útil entender primeiramente o que é tensão. A tensão é a medida de uma diferença de energia potencial elétrica. A corrente elétrica flui de um ponto para outro porque há uma diferença de energia potencial elétrica nas extremidades do fio. Este é o mesmo princípio que faz a água sob pressão fluir para fora de uma mangueira – a pressão mais alta em uma extremidade da mangueira empurra a água na direção de uma área de pressão mais baixa. Você pode pensar na tensão como uma medida de pressão elétrica.

Como veremos mais adiante, vários fatores podem causar um breve aumento na tensão:

  • quando o aumento dura três nanosegundos (bilionésimos de um segundo) ou mais, é chamado de surto;
  • quando dura apenas um ou dois nanosegundos, é chamado de pulso espúrio.

Se o surto ou pulso espúrio for alto o suficiente, pode causar algum dano grave em um equipamento. O efeito é muito similar a se aplicar muita pressão de água em uma mangueira. Se houver muita pressão na água, a mangueira irá explodir. Neste sentido, a mesma coisa acontece quando uma tensão elevada é aplicada ao fio: ele “estoura”. Na verdade, o fio aquece como o filamento em uma lâmpada incandescente e queima. Mesmo se a tensão elevada não queimar o seu equipamento imediatamente, esta pode causar um desgaste prematuro dos componentes. Na seção a seguir, observaremos o que os estabilizadores de energia fazem para evitar que isso aconteça.

Como acontece a proteção

Um estabilizador de energia padrão faz a corrente elétrica passar da tomada para vários dispositivos elétricos e eletrônicos ligados no cabo de força. Se a tensão da tomada apresentar surtos ou pulsos espúrios - se elevar acima do nível aceitável – o estabilizador de energia desvia a eletricidade extra para o fio terra da tomada.

Como reserva, alguns estabilizadores de energia também têm um fusível embutido. Um fusível é um resistor que pode conduzir facilmente a corrente enquanto esta estiver abaixo de certo nível. Se a corrente aumentar acima do nível aceitável, o calor causado pela resistência queima o fusível, interrompendo o circuito. Se o MOV (metal oxide varistor, ou, varistor de óxido metálico) não parar o surto de energia, a corrente extra queimará o fusível, protegendo o equipamento conectado ao estabilizador. Esse fusível funciona apenas uma vez, já que é destruído no processo.

Fontes de surto

Os surtos de energia ocorrem quando algo eleva a carga elétrica em algum ponto da rede elétrica. Isso causa um aumento na energia potencial elétrica, que pode aumentar a corrente que flui para a tomada de sua parede. Há vários motivos para isso acontecer.

O mais conhecido é o raio, apesar de ser na verdade uma das causas menos comuns. Quando um raio cai perto da rede elétrica, seja ela subterrânea, em um edifício ou na fiação entre os postes, a energia elétrica pode aumentar a tensão para milhões de volts. Isso causa um pico de energia extremamente grande que irá superenergizar praticamente qualquer estabilizador de energia. Em uma tempestade com raios, você nunca deve confiar em seu estabilizador de energia para proteger seu computador. A melhor proteção é tirar seu computador da tomada.

Uma das causas mais comuns de surtos elétricos é a operação de dispositivos elétricos de alta potência, como elevadores, condicionadores de ar e refrigeradores. Esses equipamentos de alta potência requerem muita energia para ligar e desligar componentes como compressores e motores. Esse chaveamento cria demandas breves e repentinas de energia, causando distúrbio na tensão estável no sistema elétrico. Esses surtos nem chegam perto da intensidade de um surto por raio, mas podem ser graves o suficiente para danificar componentes, imediata ou gradualmente, e ocorrem regularmente nos sistemas elétricos da maioria dos edifícios.

Outras fontes de surtos elétricos incluem fiação defeituosa, problemas com o equipamento da concessionária de energia e redes elétricas danificadas. O sistema de transformadores e linhas que traz eletricidade de um gerador de energia para as tomadas em nossas casas ou escritórios é extraordinariamente complexo. Há dúzias de possíveis pontos de falha, e muitos erros em potencial que podem resultar em um fluxo irregular de energia .

Diferentes níveis de proteção

Os estabilizadores de energia não são todos iguais. Na realidade, há uma enorme variedade em desempenho e preço entre eles.

Para proteger seu equipamento de surtos, você precisa de estabilizadores individuais para cada tomada. Esses estabilizadores variam muito em qualidade e capacidade (como veremos na seção a seguir). Há quatro níveis básicos de estabilizadores de energia:

  • estabilizador básico: são unidades de cabo de extensão básicas com cinco ou seis tomadas. Geralmente, esses modelos proporcionam apenas proteção básica;
  • estabilizador mais potente: por R$ 30 a R$ 60 você pode obter um estabilizador de energia com melhores índices e recursos extras;
  • estação estabilizadora: esses grandes estabilizadores de energia se encaixam sob seu computador ou no chão. Oferecem proteção superior contra tensão e avançado condicionamento da linha. A maioria dos modelos também tem uma entrada para a linha telefônica, para proteger seu modem de surtos de energia, e podem apresentar disjuntores embutidos (os valores variam entre R$ 60,00 e R$ 250,00); 
  • no break (UPS, Uninterruptable Power Supply) algumas unidades combinam a estabilização de energia com um UPS contínuo. A concepção básica de um UPS contínuo é converter a energia em corrente alternada para energia em corrente contínua e armazená-la em uma bateria. O UPS então converte a energia em CC da bateria de volta para energia em CA e a direciona para as tomadas de CA para seus equipamentos eletrônicos. Se a energia acabar, seu computador continuará a funcionar, alimentando-se da energia armazenada na bateria. Isso lhe dará alguns minutos para salvar seu trabalho e desligar seu computador. O processo de conversão também elimina a maioria do ruído de linha oriundo da tomada de CA. Essas unidades tendem a custar R$ 300 ou mais.

Escolhendo o estabilizador de energia apropriado

Comprar um estabilizador de energia é complicado pois há muitos produtos no mercado. A pesquisa por um modelo particular é o melhor modo de garantir bons resultados, mas você pode ter uma boa idéia do nível de desempenho de um produto procurando alguns poucos sinais de qualidade.

Antes de tudo, observe o preço. Como regra geral, não espere muito de qualquer estabilizador de energia que custe menos de R$ 20. Essas unidades normalmente usam MOVs simples e baratos com capacidades bem limitadas, e não protegerão seu sistema de surtos mais severos. Porém, nem sempre preço alto é promessa de qualidade.

Verifique no estabilizador (na caixa, manual ou no próprio aparelho) as seguintes informações:

  • tensão máxima: isso lhe diz qual tensão fará com que os MOVs desviem a corrente para o fio terra. Uma tensão máxima mais baixa indica melhor proteção. Há três níveis de proteção. Geralmente, uma tensão máxima acima de 400V é muito alta;
  • absorção/dissipação de energia: este índice, fornecido em joules, lhe diz quanta energia o estabilizador pode absorver antes de falhar. Um número mais alto indica maior proteção. Procure um estabilizador que tenha no mínimo 200 a 400 joules. Para melhor proteção, procure um índice de 600 joules ou mais;
  • tempo de resposta: alguns estabilizadores não atuam imediatamente; há um pequeno retardo para responder ao surto de energia. Um tempo de resposta mais longo lhe diz que seu computador (ou outro equipamento) será exposto ao surto por um período maior de tempo. Procure por um estabilizador que responda em menos de um nanosegundo.

Nenhum estabilizador de energia é 100% eficaz, e mesmo o melhor equipamento pode ter alguns problemas graves. Os especialistas em eletrônica encontram-se atualmente um pouco divididos sobre o melhor modo de lidar com surtos de energia, e diferentes fabricantes declaram que as outras tecnologias são inerentemente defeituosas.

Mais independente do que for nunca fique sem um estabilizador em seu computador, pois ele é o seu air-bag em caso de problema ele pode te salvar…

 

Tom Harris.  “HowStuffWorks – Como funcionam os estabilizadores de energia”.  Publicado em 05 de janeiro de 2001  http://informatica.hsw.uol.com.br/estabilizadores-de-energia8.htm  (27 de outubro de 2008)

About these ads

2 Respostas

  1. Muito boa a matéria …

  2. se eu soubesse isso há mais tempo não teria queimado os meus adaptadores do meu computador portátil nem do meu ipad. excelente post (antigo, mas ainda ajuda muita gente, como eu)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: